Os britânicos são os verdadeiros fãs de Portugal.

Please follow and like us:

Portugal tem conquistado vários adeptos de outros países e o turismo foi uma das grandes fontes de receita para o país no ano passado, com visitas de muitos estrangeiros.

Em 2017, Portugal recebeu 2,1 milhões de hóspedes do Reino Unido, que foram responsáveis por 20,9% do total das dormidas de não residentes, segundo os dados do Instituto Nacional de Estatística (INE).

Mas, entre outras agravantes, as temperaturas mais baixas deste verão terão sido menos atrativas para os britânicos, que viram os seus termómetros subir. De acordo com o INE, o mercado britânico recuou 9,8% em junho, face ao mesmo mês do ano anterior. Já no primeiro semestre do ano, apresentou uma diminuição homóloga de 8%, revela o INE.

“As temperaturas atípicas que se fazem sentir no norte da Europa e na Europa central vêm claramente influenciar a escolha” dos turistas, explica a Associação de Hotelaria de Portugal (AHP) ao ECO. “Muitos ingleses e alemães, mercados tradicionais nos destinos Sol e Mar, estão a preferir ficar no seu país e fazer turismo interno”, constata fonte oficial da AHP.

Mesmo com esta diminuição, continuam a ser os principais fãs. Segundo os dados mais atuais, de janeiro a maio, 2,9 milhões de dormidas nos alojamentos turísticos de Portugal foram de residentes do Reino Unido.

Os espanhóis vêm em grande número, mas ficam menos tempo. Olhando para os hóspedes espanhóis que vieram a Portugal em 2017, foram 1,9 milhões a atravessar a fronteira, ou seja, os segundos em maior número depois dos britânicos. Mas se tivermos em conta as noites dormidas, os espanhóis caem para quarto na lista, com 4,6 milhões de noites passadas em Portugal durante o ano passado.

Pelo inverso, os alemães foram os quartos em termos de hóspedes, com 1,6 milhões de germânicos, em 2017. Mas nas dormidas ficaram em segundo, 6,5 milhões nesse ano, ou seja, ficam mais tempo. As férias dos nativos da Alemanha denotam algumas tendências. Quanto à zona, preferem as ilhas — tanto Madeira como Açores têm mais visitantes oriundos desse país. E quanto à estadia, muitos preferem ficar num alojamento local já que, em 2017 foram os que registaram mais dormidas neste tipo de alojamento.

Este ano, até junho, os espanhóis continuam a ser o quarto mercado mais representativo nas dormidas, apesar de terem mostrado um aumento homólogo nesse mês, segundo as estatísticas do INE. Os alemães e os franceses ocupam o segundo e terceiro lugar, respetivamente.

You May Also Like

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Please wait...

Subscribe to our newsletter

Want to be notified when our article is published? Enter your email address and name below to be the first to know.